A capital da Lituânia, Vilnius, é a maior cidade entre os países bálticos, com pouco menos de 550 mil habitantes, conferindo um ar de cidade do interior ao lugar.

É extremamente charmosa (em todas as estações do ano) e definitivamente merece uma visita.

Rua em Vilnius - Cidade Velha
Rua em Vilnius – Cidade Velha

Onde fica (Localização)

A Lituânia está localizada no leste europeu, fazendo parte dos chamados países bálticos (Lituânia, Letônia e Estônia). Faz fronteira com a Rússia, Letônia, Polônia e Bielorrúsia e é banhada pelo mar Báltico.

Como chegar?

Não há voo direto do Brasil para a Lituânia, é preciso fazer conexão ou escala em algum outro país. Uma vez na Europa, há voos diretos da Alemanha (Frankfurt e Berlim), da França (Paris), de Portugal (Lisboa e Porto), dentre outras opções.

Aeroporto de Vilnius - Lituânia
Aeroporto de Vilnius – Lituânia – BigStock

O aeroporto de Vilnius fica a cerca de 5,5 km do centro de cidade, e há um ponto de ônibus bem em frente ao portão de desembarque (linha 3G ou 88), a viagem dura cerca de 25 minutos.

A melhor forma de acessar o país é via aérea. Os trens passam todos por Minsk (Bielorrúsia), então a viagem pode demorar um pouco mais. Os ônibus também podem ser uma ótima opção, mas costumam levar mais tempo (20h de Berlim, 9h de Varsóvia).

É necessário visto?

O país faz parte da União Européia e do espaço Schengen, portanto brasileiros não precisam de visto para viagens a turismo por um período de até 90 dias.

É necessário tomar vacina?

Não há recomendação de nenhuma vacina específica.

É obrigatório seguro viagem?

Para qualquer viagem internacional é recomendado ter seguro viagem. Caso ocorra qualquer incidente e você precise utilizar cuidados médicos, fica sempre mais fácil quando se tem o seguro.

Moeda local (Comprar aqui ou lá?)

A moeda local é o euro. E definitivamente é melhor comprar no Brasil antes de viajar.

Apesar das taxas maiores, os cartões de viagem também podem ser bastante práticos, eles são aceitos em todos os estabelecimentos, e há diversos caixas eletrônicos pela cidade, caso seja necessário efetuar algum saque.

As casas de câmbio não são muito numerosas, então para evitar passar por qualquer aperto é melhor se prevenir.

Preço estimado da viagem para Vilnius

A passagem aérea não vai ser das mais baratas, ainda mais em tempos de valorização do euro.

Nos meses de Julho e Agosto as passagens são mais caras, mas vale a pena pesquisar e comprar com antecedência.

Os vôos com entrada na Europa pela França ou Portugal costumam ser mais baratos, e se você não é daqueles que leva a casa toda quando viaja, pode optar por vôos de baixo custo de diversas companhias aéreas europeias.

O único inconveniente é que se você quiser despachar a bagagem, a companhia aérea cobra pelo serviço. Vale a pena pesquisar a opção que melhor se adeque às suas necessidades.

Quanto aos gastos da viagem, as refeições saem em média 8,00 euros por pessoa. Lógico que isso vai depender do restaurante e do pedido. Os pratos com carne vermelha e peixe costumam ser mais caros que isso, em média 12,00 euros.

Há diversos supermercados pela cidade, então se você preferir fazer um lanche rápido ou mesmo aquele snack durante o dia, há diversas opções. Em quase todos os supermercados há uma sessão de comida pronta, então basta escolher os itens e pagar no caixa.

Quanto tempo ficar para conhecer bem a cidade?

Vilnius cidade velha - Parte histórica
Vilnius cidade velha – Parte histórica – BigStock

A cidade não é muito grande, e para conhecer bem todos os pontos turísticos com calma é recomendado ficar pelo menos 2 dias inteiros.

Entretanto se quiser conhecer os arredores da cidade, e ir a outros pontos vale ficar de 4 a 5 dias, assim é possível conhecer o castelo de Trakai (que é um passeio de um dia inteiro) ou mesmo ir para a cidade de Kaunas, que fica a cerca de 1 hora de Vilnius, de trem ou ônibus.

Melhor época para visitar (Clima)

Para cada estação do ano Vilnius tem o seu charme e suas atividades, portanto a época vai depender do que você gosta mais.

O inverno (Janeiro a Março) na Lituânia é para quem realmente gosta de frio. Em Fevereiro a temperatura pode ficar abaixo dos 20°C negativos, ficando em média em torno de -10°C a -15°C.

Inverno em Vilnius
Inverno em Vilnius – Bigstock

Durante esse período há poucas horas de luz durante o dia, com o sol nascendo por volta das 8h40min e se ponto às 16h.

A primavera começa em Abril e vai até Junho. Em Abril ainda há um pouco de neve e as temperaturas ainda estão baixas, mas vão aumento com o passar dos dias, ficando em torno de 18°C.

Mas se você optar por essa estação para conhecer a cidade, irá se deparar com as mais diversas flores e cores. Em 23 de Junho é celebrado o dia de João, o dia mais longo do ano, com pouco mais de 17 horas de luz.

O festival reune os locais nos parques da cidade, ao redor de fogueiras e cantando músicas típicas, se conseguir visitar o país nesse dia, com certeza ficará encantado.

O verão (Julho a Setembro) pode ser bastante quente, em 2018 houveram recordes de temperatura, que chegaram aos 35°C, mas em geral a média é de 22°C. Os dias podem ser muito longos, com o sol nascendo antes das 5h e se ponto por volta das 10h.

Durante o outono a cidade fica absolutamente maravilhosa, e o marrom, vermelho e dourado das árvores se destacam na paisagem.

No início do outono as temperaturas ainda são agradáveis, mas um pouco baixas (12°C). Conforme o inverno se aproxima elas dificilmente ultrapassam os 5°C. Em 20 de Setembro há a celebração do dia da Unidade Báltica.

A celebração ocorre às margens do rio Neris e é repleta de fogueiras e velas. Vale a pena conferir.

Onde ficar (Hospedagem)

A cidade dispõe de diversas opções de hotéis e hostels, e é possível encontrar hospedagem para todos os gostos e bolsos.

Para quem prefere os hostels, há opções como o JIMMY JUMPS HOUSE, com camas a partir de 18,00 euros. Vale ficar atento porque nem todos os hostels possuem quartos privados, somente compartilhados.

Um hotel bom e barato, que fica há cerca de 10 minutos à pé do centro, é o ECOTEL, as diárias custam a partir 40,00 euros.

Para quem prefere ficar próximo de tudo, o hotel SENATORIAI pode ser o mais indicado, as diárias são a partir de 65,00 euros.

Serviço de transporte

O transporte público em Vilnius é muito bom, e a cidade dispões de ônibus e tróleibus, não há metro. Em geral os veículos são novos e apenas os troleibus é que são antigos.

Além disso, eles são extremamente pontuais. Há informações das linhas e horários em todos os pontos, se preferir pode utilizar o aplicativo Trafi.

A passagem custa 1,00 euro. O bilhete deve ser comprado com o motorista, de preferência com dinheiro trocado, e após a compra, o bilhete deve ser validado nas máquinas amarelas que ficam próximas ao motorista.

Para quem for ficar por mais tempo, há a opção de adquirir o cartão de ônibus nas lojas Narvensen e Kiosks “Lietuvos spauda”, ele custa 1,50 euro.

Com ele é possível efetuar cargas/recargas com diferentes tipos de passagens: 30 minutos (0,65 euro), 1 hora (0,90 euro), 1 dia (5,00 euros), 3 dias (8,00 euros) e 10 dias (15,00 euros) para mais informações pode consultar o site.

É necessário validar o cartão assim que entrar no ônibus, há os equipamentos específicos para a validação, e é necessário ficar com o cartão válido durante todo o percurso.

As fiscalizações são frequentes, então é melhor ficar atento a isso. Uma vez validado, é possível pegar quantos ônibus ou troleibus você quiser.

A cidade também dispõe de um eficiente sistema ferroviário, sendo bastante fácil viajar de trem pelo país, bem como de ônibus.

Os trens são extremamente confortáveis, e relativamente baratos (confira).

Para quem quiser um pouco mais de conforto (tomada, wi-fi a bordo e refeição – dependendo da distância a ser percorrida) pode viajar de primeira classe, caso contrário, a segunda classe é perfeita.

As principais companhias de ônibus podem ser consultadas pelo site.

Cultura do povo em Vilnius

A Lituânia é o país do basquete, então se quiser iniciar uma conversa com algum local basta começar a falar de basquete.

O linho e o ambar são outras duas jóias nacionais. Há diversas lojas especializadas por toda a capital.

O lituâno, idioma do país, é bastante complicado e cheio de letras e sons diferentes do português.

Mas os lituânos ficam bastante felizes quando estrangeiros se arriscam a pronunciar algumas palavras: ačiū (obrigado), prašau (por favor) e atsiprašau (me desculpe, com licença)

Em muitos restaurantes e bares não há divisão entre banheiro feminino e masculino, então não se assuste se encontrar alguém do sexo oposto ao abrir a porta do banheiro.

O Que não é permitido?

Talvez uma das coisas mais diferentes com relação ao Brasil, são as restrições com bebidas alcoólicas.

Elas só podem ser compradas em supermercado em alguns horários: entre 10h e 20h de segunda a sábado, e entre 10h e 15h aos domingos.

O dia 1º de setembro é o dia sem álcool, então não é possível comprar absolutamente nada. Em restaurantes e bares a bebida é servida normalmente.

Em Vilnius também não é permitido consumir bebida alcoólica na rua. Então nada de comprar uma cerveja no supermercado e sair bebendo, você pode acabar sendo abordado por um policial.

Em muitos ônibus não é permitido comer e nem beber nada, apesar de alguns locais o fazerem. Mas para evitar não ter nenhum problema, melhor evitar.

Principais comidas típicas da Lituânia

A comida típica lituânia tem como base batata e carne de porco, e você vai encontrar diversas formas de combinar esses dois ingredientes.

Panqueca de batata (bulviniai blynai)

As panquecas de batata são deliciosas, e podem vir recheadas com carne de porco ou não, mas sempre acompanhadas com sour cream.

Cepelinai

São grande bolinhos cozidos de massa de batata, que podem vir recheados com carne de porco e acompanhado com sour cream.

Pudim de batata (Kugelis ou bulvių plokštainis)

É uma massa de batata assada, que pode ter recheio de carne de porco ou bacon, e que vem acompanhada com sour cream.

Gira

É uma bebida feita a partir do pão escuro fermentado. Ela contém menos de 1,0% de teor alcoólico.

Sopa fria de beterraba (šaltibarščiai)

Essa sopa de beterraba, com kefir e endro dill e acompanhada por ovos cozidos e batata é servida fria. Ela é uma delícia e muito refrescante nos dias mais quentes.

Kibinai

São semelhantes a empanadas e são servidos com recheio de carne de porco, cogumelo, espinafre, coalhada.

Pão frito (Kepta Duona)

O pão lituâno é escuro, e nessa versão ele é frito e pode vir acompanhado de molho de alho e queijo. Petisco ideal para ser apreciado nos bares.

Šakotis ou Raguolis

É uma espécie de bolo feito com manteiga, ovos farinha e açúcar. Ele é feito em um espeto, e à medida que a massa é derramada e vai cozinhando o bolo fica repleto de pontas.

É servido em ocasiões especiais como casamentos, aniversários, páscoa e Natal.

Melhores dicas para aproveitar a viagem a Vilnius

  • Andar é sempre a melhor maneira para se conhecer uma cidade, portanto traga sapatos confortáveis para Vilnius. Andar pela cidade velha, considerada patrimônio cultural da UNESCO, é sem dúvida uma das melhores coisas a se fazer em Vilnius.
  • E não tenha medo de se perder nas ruas estreiras, porque a cada curva você encontra uma surpresa e uma paisagem diferente.
  • Os lituânos são extremamente pontuais, então se marcar algum compromisso, é melhor cumprir com o horário.
  • Os restaurantes e bares costumam ficar bastante cheios à noite, podendo ser bastante difícil conseguir uma mesa.
  • Fazer uma reserva pode ser a melhor pedida para não ter problemas e não precisar ficar esperando. Em geral as reservas são feitas por telefone ou pela internet.

Cuidados na viagem para Vilnius

  • Vilnius é uma cidade extremamente segura. Você pode andar tranquilamente na rua a qualquer horário que dificilmente alguém irá te abordar ou você será assaltado. Mas claro, nada de exagerar também.
  • A Lituânia possui um sistema de reciclagem bastante eficiente. Ao comprar bebidas em latas ou garradas plásticas e de vidro, que contenham o selo específico, é cobrado 0,10 euros.

Esses vasilhames vazios podem ser devolvidos em máquinas localizadas próximas ou dentro de diversos supermercado, são as supirkimas ou taromatas.

Basta colocar o vasilhame no equipamento, ao final imprimir o ticket, se dirigir à loja em que o equipamento está localizado e você pode pegar o dinheiro de volta no caixa ou utilizar como desconto na próxima compra.